quinta-feira, julho 20, 2006

Baltar Leite saiu do Leixões

José Baltar Leite já não é treinador da equipa de competição do Leixões Sport Club, instituição onde esteve quatro anos. O técnico explica que “a Direcção do Leixões não estava interessada na minha continuidade na próxima época, por razões que não são meramente desportivas. Sobre as razões, terão que ser os elementos da Direcção a explicá-las.” Baltar Leite manifestou a sua disponibilidade para “treinar uma equipa de natação de competição, em Portugal ou no estrangeiro.”
José Baltar Leite iniciou a carreira de treinador há 27 anos, depois de um excelente percurso como nadador internacional. Começou no Clube Fluvial Portuense, onde esteve 16 anos, com as equipas masculinas e femininas sempre na 1.ª divisão nacional. Em termos individuais os destaques vão o quarto lugar alcançado por Joana Soutinho no Campeonato da Europa de juniores em Leeds 92 e a participação olímpica de Vasco Sousa em Seul 88. Seguiu-se o FC Porto, clube que representou por quatro anos, durante os quais conquistou um título Nacional de Clubes feminino.
Orientou três nadadores nos Jogos Olímpicos de Atlanta 96: Joana Soutinho, Miguel Machado e Paulo Trindade. Sucedeu-se o Fafe, associação na qual se sagrou Campeão Nacional da 2.ª Divisão e treinou Egas Bastos nos Europeus de juniores em Dunquerque 2000 e Malta 2001 e no Europeu absoluto de Berlim 2002. No Leixões garantiu a subida à 1.ª Divisão Nacional da equipa masculina e treinou o olímpico Fernando Costa. (Info FPN On-Line)

Etiquetas:

43 Comments:

Anonymous Anónimo said...

depois do teixiera...mais um grande treinador sem clube... outra vex por (aparentemente) problemas com a direcção...

Ja n se respeitam os treinadores!!! Principalmente akeles com grande curriculo!!!

quinta-feira, julho 20, 2006 6:23:00 da tarde  
Blogger Beba Água said...

e o José Manuel Borges...

quinta-feira, julho 20, 2006 6:28:00 da tarde  
Anonymous nadadeira said...

Sem dúvida alguma, um grande treinador..! Q tudo lhe corra bem.. Qu melhor pelo menos..

quinta-feira, julho 20, 2006 6:51:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ate nos clubes pequenos os treinadores batem com a porta...
Os tecnicos do pequeno SCA tambem não aguentaram e já apresentaram a sua demissão!Vamos lá saber porquê???Até sabemos!!!...


Graça Vilarinho

quinta-feira, julho 20, 2006 6:54:00 da tarde  
Anonymous contazulejos said...

Bem, ja deu para reparar que a vida dos técnicos do Leixões é de curta duração (assim de repente lembro-me de 3 com saidas pouco justificadas).
O dinheiro (não me estou a referir ao que auferem os técnicos, mas sim aquele que a direcção do leixões tem) não é tudo...

quinta-feira, julho 20, 2006 7:40:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Força Zé que o valor de uma pessoa é sempre reconhecido mesmo que alguns detratores pensem poder destruir o que trabalho, competencia e dedicação torna indestrutivel

quinta-feira, julho 20, 2006 8:22:00 da tarde  
Blogger Méninho said...

Sem dúvida um grande treinador, de certo que irá encontrar rapidamente uma "nova casa", boa sorte!

quinta-feira, julho 20, 2006 8:53:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

E vai haver mais, o importante é os clubes darem dinheiro para, sabe-se lá para que... continuamos a importar mão de obra com grande qualificação, dizem eles. os nosso treinadores são... aquilo que os papás quiserem. os pais pagam para os filhos irem aos jogos Olímpicos, se perciso for. Trabalhar é que não. Levantar cedo e para a fazer o 1º treino de manhã? Só de loucos... pois é mas gostava de ser como o Foster. Tretas, uma cambada de meninos e os directores são os pais destes meninos mimados. É triste ver uma das zonas de referencia da nossa modalidade tratar tão mal os treinadores, sim porque este não é um caso izolado.
Enfim, é o que temos... a padeira de Aljubarrota é que não devia ter intervido, hoje eramos Espanhois, talvés fosse melhor???
Um abraço para todos os Treinadores ( profissão de alto risco)

quinta-feira, julho 20, 2006 9:16:00 da tarde  
Blogger Don Corleone said...

Uma breve introdução aos CE http://www.eurosport.pt/swimming/sport_sto928486.shtml

quinta-feira, julho 20, 2006 9:42:00 da tarde  
Anonymous teamleader said...

realmente começam a ser casos e casos com os técnicos.
algo anda mal no reino da natação!
Pk é k só saiem os treinadores kd rebenta bronka? não estará o problema tb noutros sectores?

quinta-feira, julho 20, 2006 10:10:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Grande treinador. Grande homem.

quinta-feira, julho 20, 2006 10:53:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Parece-me que entre os participantes deste blog há uma certa "confusão", já verificada nos comentários sobre o Zé Borges.
Quem decide os destinos de um clube, quem manda nos clubes, são as direcções, que para o efeito são eleitas.
Os treinadores, como outros funcionários do clube, tem de estar ao serviço dos clubes, defendendo os seus interesses. Tudo isto, claro, com total respeito entre as partes, dentro dos direitos e deveres de cada uma.
Não me refiro em particular ao caso Baltar Leite, que não conheço os motivos, mas todas as direcções tem direito, no fim dos contratos, de optar por renová-los ou não.

sexta-feira, julho 21, 2006 8:59:00 da manhã  
Anonymous sound said...

teamleader, keres especificar que sectores?

sexta-feira, julho 21, 2006 10:02:00 da manhã  
Anonymous contazulejos said...

O problema caro anonymous das 8:59, é que os directores também deveriam ser remunerados. Só assim se poderia escolher pessoas realmente competentes, a quem se possa pedir justificações e que tenham responsabilidades (para não ouvir o discurso do "estou aqui a dar do meu tempo"...).
Infelizmente, como a maior parte dos dirigentes nada ou pouco sabe sobre organizações desportivas, os técnicos deste país são, motoristas (as vezes tb mecanicos), administrativos, gestores, jornalistas, e tudo mais q possam imaginar.

sexta-feira, julho 21, 2006 11:54:00 da manhã  
Anonymous teamleader said...

Anónimo,
sem problema:a resposta começa tb pelo comment anterior.
A gestão e RESPONSABILIDADE é de 1 direcção eleita (mais os outros orgãos sociais) pelos sócios (estes é que são a força de 1 clube),devendo dar ou não o aval à gestão corrente.
è evidente que ao contratar-se 1 treinador,fica-se na expctativa que face às condições oferecidas, se atinja determinados objectivos (que não só meramente do rendimento);assim no final do contrato,há toda a legitimidade de se dar novo reforço de confiança ao treinador (renovação) ou não;a questão é: será que os ditos avaliadores (direcção) terão as maiores competências para exercerem tal atributo? Bom senso é imperativo nesse contexto.
Será que a culpa pode e deve morrer solteira (tecnico);Não estou a falar num caso em particular,mas sim na generalidade ok?

sexta-feira, julho 21, 2006 12:11:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

É o q acontece qd os pais dos meninos e meninas são os directores....acham que tudo lhes é legitimado....enfim....é uma pena....e é impressionante como se vão despedindo, ou não renovando contratos aos treinadores, pq alguém se lembra q é assim....Devia haver responsabilidades...é no CNVV, é no Leixões, é em clubes do sul....enfim....vida de treinador é dura...tal como a dos professores, né??? Melhores dias virão...

sexta-feira, julho 21, 2006 1:15:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

obrigado teamleader!
esclarecido.
mas ... e soluções?

sexta-feira, julho 21, 2006 2:08:00 da tarde  
Anonymous teamleader said...

anónimo,
soluções a breve prazo torna-se complicado!
Talvez mais a longo prazo se se começar já com os antídotos,nomeadamente: 1)formação acelerada aos dirigentes (quase com que pa se ser director teria de se ter cumprido x horas de formação); 2) escolha de pessoas com mínimo de perfil pos cargos (isenção se tiverem lá filhos a nadar, etc.); 3) aproveitar algumas mais-valias de ex-atletas (têm o vício e xeiro da modalidade),tornando-os directores técnicos,)? vejam por ex 2 dirigentes da natação do CFP; 4) aproveitar essas pessoas e torná-los inclusivé semi-profissionais (co-responsabilizá-los e retribuir o mínimo de horas gastas com o clube).
De certeza que melhoraria mt.
Para além disto, penso que ainda falta aos nossos nadadores,mt humildade, aumento de trabalho na idade adulta e contraparidas claro pk não se pode invistir a sério na modalidade e ao mesmo tempo,tentar tirar curso.

sexta-feira, julho 21, 2006 2:59:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Leixões é uma das maiores escolas de natação do País, mas infelizmente não consegue reflectir nas equipas principais esses talentos.
Porquê?????
Já é tempo de quem dirige este clube tirar ilacções e tomar medidas, pois não nos podemos dar ao luxo de esbanjar tantos promissores talentos.

sexta-feira, julho 21, 2006 4:05:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

obrigado + 1 vez pelo esclarecimento, teamleader. partilho da tua opinião! quem são os 2 ex-atletas do fluvial?

sexta-feira, julho 21, 2006 4:27:00 da tarde  
Blogger Maximus said...

Um treinador para o futuro: João Coelho. Se fosse dirigente apostava nele

sexta-feira, julho 21, 2006 4:31:00 da tarde  
Blogger Don Corleone said...

Já que vamos por esse caminho, temos também a sfuap. um clube que até aos escalões de juvenis é sempre o, ou um dos escalões de maior destaque a nível nacional(com mais titulos e pódios a nível nacional) e depois quando passam para júniores apenas um ou dois conseguem manter o mesmo nível. este é apenas um exemplo entre muitos outros por aí.

continua-se a culpar unica e exclusivamente os treinadores, quando secalhar eles fazem tudo o que podem derivado das condições que lhes são oferecidas pelas direcções. e também como muito bem diz o teamleader secalhar devia-se ter em conta nas escolhas das direcçoes se os candidatos têm ou não parentes a representar o clube, para que depois estes não deixem de representar os interesses dos clubes para passar a representar os interesses dos papás. do facto de os dirigentes terem de ter alguma formação já nem falo, porque isso no nosso país é visto como uma ideia 'já muito avançada' para nós.

No fim de tudo isto quem paga são pessoas como o Baltar Leite e o Teixeira que secalhar nem percebem o que é que se passa à volta deles.

Cumprimentos

sexta-feira, julho 21, 2006 4:54:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

tadinhos

sexta-feira, julho 21, 2006 5:09:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Teamleader, tenho muito respeito por ti como técnico, mas essa da "isenção se tiverem lá os filhos a nadar"... francamente. Já basta esse anónimo que está sempre a falar dos "filinhos dos papás". Deixem-se disso. Há muitos pais que são um exemplo de antidesportivismo, mas estão nas bancadas de norte a sul.
Já agora, esse "maximus", conjugando este comentário com o dos regionais, cheira-me a vilaverdense...

sexta-feira, julho 21, 2006 6:52:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Baltar Leite é o maior!!!

sexta-feira, julho 21, 2006 10:16:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

o melhor de sempre .

sexta-feira, julho 21, 2006 10:52:00 da tarde  
Anonymous teamleader said...

anónimo,
os 2 ex atletas do cfp que referi atrás,foram o A. Fortunato (1974) que apanhei juntamente com a geração 74/75 na minha 1ª saída pela Sel Nac nos MN na Grécia e o F. Rotes (1972?), que estão a apoiar e a "segurar" o CFP (do técnico Florim)

sábado, julho 22, 2006 12:27:00 da manhã  
Anonymous Sr. Cláudio Carvalho said...

Esta história tem muito que se lhe diga e eu mais não digo!

sábado, julho 22, 2006 2:37:00 da manhã  
Anonymous António Pinto said...

Caro Anônimo de Julho 21, 2006 4:05 PM
Se o Leixões tivesse nas suas fileiras todos os nadadores que foram para outros clubes (e estão nas equipas principais), ou que abandonaram o clube por incompatibilidade com a direcção do clube e não com os seus treinadores ... O LEIXÕES SPORT CLUBE NESTE MOMENTO ERA O MAIOR CLUBE DO PAÍS. E VOCÊ SABE DISSO.
Caro Anônimo se calhar é treinador, se calhar queria treinar o Nosso LEIXÕES. Mas como não passa de um cobarde porque não assina certamente é mais um frustrado que anda ai pelas piscinas e que nunca consegui fazer nadadores.
António Pinto

domingo, julho 23, 2006 4:35:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

nao olhem so para os treinadores k sairam, houve tambem muitos atletas k sairam e continuam a dar frutos noutros clubes, pk sera k sairam? e nao foram poucos

domingo, julho 23, 2006 10:51:00 da tarde  
Anonymous tiagocfv said...

concordo com o teamleader.o que ta a acontecer na nataçao é o que se repara em todo lado, como por exemplo ,a politica...ha certos sectores em que se devia ter pessoas que se encontram dentro do assunto ou ja tiveram a oportunidade de ver como tudo funciona.na nataçao devia-se fazer o mesmo, certeficarmos que quem tem a posse do clube seja uma pessoa competente, com paixao pelo que faz ,que ja praticou a modalidade neste caso a nataçao e que possa dispensar o seu tempo para ir ver pelo menos uma prova para ver como tudo esta a decorrer.
abraços

domingo, julho 23, 2006 11:52:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Dirigentes remunerados? se nem aos funcionários já existentes os clubes pagam onde é que vão pagar a mais pessoas?

segunda-feira, julho 24, 2006 12:00:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Que pouca vergonha !
A culpa é dos pais que querem que os seus filhos sejam campeões à força, das direcções que nada percebem de dirigismo desportivo e dos próprios nadadores que não deveriam abandonar a natação para dar prioridade aos estudos ... Realmente os pobres coitados são sempre os treinadores (nem todos, felizmente) que se levantam de manhã cedo para dar treino (como se isso não implicasse que os próprios nadadores e seus familiares também o façam). Felizmente que os professionais a tempo inteiro conseguem recuperar o sono perdido com uma sesta. Para os outros resta uma dia de trabalho ou escolar. O lobby instituido funciona assim. Critica-se a falta de apoios à natação, a falta de condições de trabalho, isto e aquilo. Afinal a natação não é uma modalidade amadora ? Pelos vistos só para os atletas, pais e dirigentes. Pena é que com estas atitudes toda a classe treinadora seja vista da mesma forma. Felizmente ainda há muitos e bons exemplos de dedicação por parte de treinadores a esta modalidade. Aliás, se alguns defendem a culpa dos outros, porque não formarem e dirigirem os vossos próprios clubes? Assim constatariam mais facilmente as dificuldades e certamente fariam um melhor trabalho. Mas isso já muitos terão pensado. O problema é que não há milagres. Os milagres esgotam-se com o pagamento de alguns honorários princepescos. Só um conselho ao lobby ... Ajam como sempre o fizeram, mas ganhem vergonha e não andem a espalhar aos sete ventos. É que sem pais, sem nadadores e sem dirigentes o que vos resta ? Haja o mínimo de respeito para com eles !

A minha desculpa a todos os treinadores que ainda andam aqui por amor à modalidade (o que não implica que andem de borla. De borla já chegam os nadadores e os dirigentes) e se preocupam em alcançar um patamar elevado sem encarar os seus atletas apenas como estatística.

segunda-feira, julho 24, 2006 1:09:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ouvi dizer que o Baltar Leite saiu do Leixões por se ter desentendido com o Fernando Costa (cujo pai é o director da natação no clube). Isto é verdade?

segunda-feira, julho 24, 2006 1:55:00 da tarde  
Anonymous teamleader said...

Que pouca vergonha!
Os treinadores com ordenados xorudos? Onde?
O dinheiro como disse não deve ser tudo né? Se calhar só vê as horas que 1 técnico passana piscina a dar treino? Não se apercebe se calhar da quantidade de horas que se passa por fora a planear,a reflectir, a analisar, a pensar nos seus atletas, a reunir com a equipa técnica, a inclusivé a angariar apoios de vária ordem para seus atletas, a deixar de estar fins de semana sem a família tb! sim porque hoje em dia os atletas de algum nível tb tiram proveitos económicos de vária ordem (mesmo cá!).
Se lhe disser que em competições 1 técnico principal passa parte do tempo fora de casa cerca de 3 meses por ano! se lhe disser que se o tempo dispendido como técnico de competição, se o utilizase na piscina, mas a dar aulas de natação ganharia o triplo, sem nenhumas xatices! se lhe disser que 1 técnico principal não diige o treino só para 1 minigrupo,mas para 1 equipa e sempre a pensar no que está por baixo (grupos + novos e formação a servir de base sustentada do seu clube)! se lhe disser que 1 técnico está a acabar 1 época como agora e já está a elaborar relatórios da mesma e a tratar da época seguinte! ACREDITA?
Se lhe disser que o dirigente por ser amador,pode (não digo todos)ter aí uma "capa" para se desculpar de alguma falha ou até justificar que não ganha ou não tem tempo para se "virar" para a equipa como o técnico desejaria!
É evidente que não há natação sem atletas,pais e dirigentes,mas quanto + no top estão os nadadores, menos precisam de pais e dirigentes e clubes até! No ténis por ex. são os atletas (e pais)que contratam os treinadores, preparadores físicos etc.
Não vamos olhar só para 1 dos lados Sr. Anónimo!

segunda-feira, julho 24, 2006 11:30:00 da tarde  
Anonymous Topas said...

Agora é que está bem dito!
"...não há natação sem atletas..."
Quantos atletas (dos cerca de 40) estão a treinar actualmente na equipa absoluta do Leixões?
E porquê?
Ser treinador é também ter uma equipa (quanto maior melhor) e não um nadador.

terça-feira, julho 25, 2006 6:03:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

o sr. António Pinto fujiu-lhe a boca para a verdade no ultimo parafrafo "e que nunca consegui fazer nadadores"

terça-feira, julho 25, 2006 9:51:00 da tarde  
Blogger Barry White said...

Boa resposta teamleader. O exemplo do ténis caiu que nem uma luva! De facto o que se passa em Portugal com esse despedimento de técnicos, o caso baltar leite e do teixeira, é como tudo.. Quanto ao boato do desentendimento com o pai do Fernando estar na origem do despedimento, não faço a mínima ideia.

Boa sorte ao grande treinador Baltar Leite.

quarta-feira, julho 26, 2006 3:22:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Info para Teamleader: Custo mensal Ex Técnico do CNVV = 3500 Euros + IVA

quarta-feira, julho 26, 2006 11:17:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

ganhava mais no Braga. Perguntem quanto ganhava o Baltar leite quando foi pescado ao Fluvial pelo Porto?

quarta-feira, julho 26, 2006 3:03:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

bons tempos.
era a chamada "bolha" da natação ;)
no centro/norte ainda há uns ordenados jeitosos (+de 2000/2500 biscas). no sul é mais "tesos" (1500€, excepção a alguns barões instalados)

quarta-feira, julho 26, 2006 5:01:00 da tarde  
Anonymous antónio pinto said...

Caro Anônimo Julho 25, 2006 9:51 PM

Não passas de um meio treinador frustrado. Meio treinador porque nunca vais passar de adjunto.
Assina.
António Pinto

quinta-feira, julho 27, 2006 9:50:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Caro Anónimo de Julho 25, 2006 9:51 PM

VOLTA PARA A ESCOLA PRIMÁRIA

fujiu-lhe (fugiu-lhe)
ultimo (último)
parafrafo (parágrafo)

quinta-feira, julho 27, 2006 3:23:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home