quarta-feira, janeiro 23, 2008

Alexandra Silva e o recorde com um quarto de século

A piscina de Campanhã viveu, esta terça-feira, um anoitecer diferente, recebendo em festa a antiga nadadora portista Alexandra Silva, quando passam exactamente 25 anos do recorde por ela estabelecido e ainda hoje imbatível. A homenagem prestada pela Secção de Natação do F.C. Porto contou com a presença de dirigentes, técnicos e actuais atletas dos Dragões, num reconhecimento do notável exemplo da ex-nadadora azul e branca.

Foi em 15 de Janeiro de 1983 que Alexandra Silva, então atleta júnior do F.C. Porto, nadou os 1500L em 16.48,2 minutos, tempo que se mantém inalcançável passados 25 anos. A data foi celebrada em plena piscina de Campanhã, actual casa da modalidade, num justo reconhecimento do mérito desportivo da recordista azul e branca, detentora do mais antigo recorde da natação portuguesa.

Visivelmente emocionada, Alexandra Silva sublinhou a «felicidade pelo reconhecimento» de um trabalho que hoje considera «gratificante». O esforço de então, reconhecido um quarto de século depois, é para a ex-campeã portista o maior legado que pôde deixar à modalidade, realçando o desejo de ver os mais novos «seguirem o exemplo» do seu trabalho.

Pelas mãos das actuais figuras de topo da modalidade no F.C. Porto, Sara Oliveira e Luís Monteiro, a antiga nadadora portista recebeu a lembrança de um feito inesquecível, que perdura desde então na história da natação portuguesa. (Texto in FCP On-line)

- Ver reportagem de Texto de Artur Azevedo in Jornal A Bola de 16-01-2008
- Clipping Jornal A Bola de 16-01-2008
- Site FCP Natação
- Fotos Alexandra Silva

Etiquetas:

14 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Parabéns à Alexandra Silva que me lembro bem da dedicação e esforço que sempre demonstrou nos treinos e cujo recorde de 25 anos de idade é apenas mais um feito da sua carreira desporiva, se calhar o de maior longevidade mas talvez não o mais relevante no meio de tantos que fez.
No entanto, o facto de um recorde predurar 25 anos, também pode mostrar que a evolução da natação portuguesa não tem sido a que se gostaria de ser.

quarta-feira, janeiro 23, 2008 10:38:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

A Alexandra Silva, na minha opinião, foi a melhor nadadora de todos os tempos.

Os seus melhores tempos ainda lhe permitiriam disputar os primeiros lugares dos 400L, 800L e 1500L de qualquer nacional até à data. Todo os outros tempos dos campeões de 1983 parecem fracos, comparando com os actuais.

E isto é único. Talvez o J.Couto ou o Laurentino consigam uma coisas destas, mas ainda faltam muitos anos.

quarta-feira, janeiro 23, 2008 2:05:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O seu grande treinador ,,,,

LIMA SANTOS

o que é feito dele

quarta-feira, janeiro 23, 2008 2:34:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

não sei o k é feito do Lima, mas a malta do FCP esqueceu-se dele na homenagem, mas atenção que a Xana não foi "feita" pelo Lima. Outros treinadores formaram uma das melhores nadadores de sempre.

Uma das...

Não exagerem, a Xana nunca foi a uns jogos nem conseguiu nunca classificações internacionais de relevo.

Sandra Neves, Joana Arantes, Ana Barros, Ana Alegria, Petra, Micá, Soutinho, etc etc... atingiram patamares mais elevados.

Não esquecer que dantes os tais 1500 não eram prova oficial.

Mas foi sem duvida a percursora da Natação feminina em Portugal. Mas no limite, (mais) uma grande promessa...

quarta-feira, janeiro 23, 2008 3:40:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eu não vi nadar a Alexandra Silva, mas sei que deixou muito cedo a natação (19anos),pois optou por se dedicar apenas aos estudos (medicina dentária). Se calhar, com outras condições e apoios, poderia ser considerada por todos a melhor nadadora de sempre. Assim, é só para alguns. Eu pertenço ao grupo que acredita naqueles que dizem que ela nadava muito bem (e rápido), como podemos verificar ao ver os seus tempos.

NOTA FINAL: a Alexandra Silva ainda é detentora de mais de uma dezena de recordes nacionais, em várias categorias, desde os 100 aos 1500 (todos a crol).

PARABÉNS ALEXANDRA

quarta-feira, janeiro 23, 2008 9:47:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

E quantos foram os nadadores e nadadoras que tb abandonaram aos 19 e 18 e 20 e... e que TERIAM sido os melhores SE ... bla bla bla

A natação e o desporto são assim mesmo. Não há espeço para TERIAM's e SE's...

Alexandra Silva UMA DAS melhores de sempre sem dúvida. A melhor? não. desculpe lá amigo... pelo menos uns jogozitos ficariam bem no CV dela. Olhe, a Ana Alegria foi a 2 e mantém muitos records também (e tirou Medicina). Mas há mais...

quarta-feira, janeiro 23, 2008 10:35:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Para o anónimo das 10.35h:

Tens de comparar ter nascido em 67 e em 83 ter feito 4.23, sem treinar em 50, e competindo 2/3 vezes por ano em larga, com os tempos da A. Alegria (nascida em 77) a partir de 92/93.

Sabes que tipo de treino e preparação se utilizava nesses tempos? Sabes quantificar os avanços na ciência desportiva, medicina desportiva, e metodologia de treino em 10 anos?

Nadaste em piscinas com caldeiras à antiga? Lembraste da ondulação com os separadores à 'Roma 64'?

Sabes a evolução da média de altura, peso e força entre a geração de 67 e a 10 anos mais nova?
Sabes que cuidados médicos passaram a estar disponíveis depois do 25 de Abril, com consultas pré-natais, vitaminas, etc?

JO é um critério muito incompleto. O Pedro Ferreira nadou em Atlanta, 16 anos depois de não terem levado o José Baltar Leite a Moscovo, e este sim, era o melhor fundista, representando a evolução e o domínio nos 1.500 Livres, um fantástico campeão, inúmeras vezes recordista nacional, que todos os nadadores da altura recordam com uma referência.

sexta-feira, janeiro 25, 2008 3:09:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

ò anónimo das 3.09:

alguma confusão nessa cabeçita, heim?

se calhar a ana alegria teve tantos treinos em 50 como a xana silva (continuo a dizer k a xana foi percursora, 1 exemplo e uma das melhores...).

k têm os tempos do 25 de abril a ver com a xana? e a média de peso, força e altura? a joana arantes era bem mais baixa k a xana. a ana alegria bem menos forte. e a xana de certeza k fazia tantos kilometros kuanto as sucessoreas.

a sandra neves e a ana barros são quase da mesma idade (67 contra 69).

a xana foi, no entanto, bem mais fraca num pormenor importante. O estoicisco. a xana em 82...83 já tava a dar o berro (15 , 16 anos), sem motivo para tal. qualquer um dos exemplos k dei aguentearam até aos 20,21....24.

a ana barros bateu records absolutos em 91/92 com 23 anos , records que tb ainda persistem se n estou em erro.

mas a xana... uma das melhores sem dúvida!

sexta-feira, janeiro 25, 2008 4:57:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

anónimo das 4.57:

exactamente, a Ana Barros fez grandes tempos mas 10 anos depois.
temos de ter consciência da evolução de tudo naqueles 10 anos.

pareces conhecedor disto. tenta comparar os conhecimentos dum e doutro treinador. bolas, são duas gerações diferentes. o PF, até agora, foi o melhor treinador de sempre. os tempos dos seus atletas
têm de ser relativizados.

no tempo da Xana não havia ninguém com a morfologia da Ana Alegria, as mulheres eram em média mais baixas e gordas. agora há muitas gajas altas. é mais fácil nadarem rápido

coitados dos tempos da Sandra Neves se comparados com os actuais. É um bom exemplo do que quero dizer com a Xana foi a melhor nadadora de sempre.

a Xana em 83 estava no auge, e só deu o berro por falta de capacidade médica. ainda não havia muita experiência de 'ombro de nadador'

os grandes recordes são batidos após muitos anos de treino intensivo. só os super dotados, como a Xana e o Venâncio os conseguem bater mais cedo

sábado, janeiro 26, 2008 10:56:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

caro amigo das 10.56

mas olhe que as proprias Sandra, Ana, Joana Arantes, Petra, Micá, não eram propriamente morfológicamente dotadas (excepção da AAlegria), e todas estas excelente nadadoras atingiram niveis absolutos com a idade que refere para a Xana. Com uma diferença, mantiveram as performances e concluiram as carreiras (todas são licenciadas, 2 delas curiosamente em Medicina). Está a ver onde quero chegar?

Apenas digo que não se pode avaliar "pelo que poderiam ter sido", mas sim "pelo que realmente conseguiram no final".

E os tempos da Sandra têm o mesmo nível agora que os da Xana (aqui arrisco um pouco), só que o record da Xana (1500) pertence a uma prova que não era nadada nos picos das épocas.

Quanto ao comentário que faz ao PF, também discordo, tb aqui foi um dos melhores técnicos, mas não o melhor com os mesmos argumentos que uso para a Xana. tb o PF foi um percursor na atitude perante a equipa e a importância desta, ainda hj seguida por quase todos os técnicos nacionais, a começar pelos que mais o criticam!

segunda-feira, janeiro 28, 2008 3:10:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eia, estamos a ficar em acordo em muita coisa.

Mas eu não falo do que a Xana podia ter feito, mas sim dos 4.23 aos 400L em piscina de 50, feitos em 1983!

Que são bem mais sensacionais do que os tempos bem mais recentes das outras. Mesmo o da Ana Barros aos 200C (2.16), foi feito dez anos mais tarde!

terça-feira, janeiro 29, 2008 1:23:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

repara, 4.23 era de facto 1 excelente tempo naquela época, mas foi feito 1 vez, sem continuidade.
além de k acredito k outras atletas pudessem ter feito essa marca se nadassem em forma 400L, qquanto à Ana Barros é 1 bom exemplo, essa marca (2.16) ainda nunca teve aproximação.

terça-feira, janeiro 29, 2008 9:18:00 da tarde  
Blogger António José Pessoa said...

Era eu juvenil do Leixões.s.c quando na piscina das Antas vi uma menina esguia, adolescente subir ao bloco juntamente com outras nadadoras bem mais encorpadas e de idade superior. Pouco sabia sobre ela o que me causou estupefacção ver aquele alinhamento nos blocos...! Pois foi a primeira à chegada dos 1500 com (julgo)recorde nacional absoluto. Foi juntamente com Rui Abreu, Baltar Leite e irmãos bem como João Botelho e muitos outros do Leixões CDUP FLUVIAL FCP e outros os atletas que me marcaram.Ainda hoje Alexandre Silva que nunca tive o prazer de cumprimentar é a nadadora que mais me impressionou tendo (julgo)13 anos batido
o recorde nacional absoluto dos 1500 mts livres.PARABENS Alexandra.

sexta-feira, fevereiro 02, 2018 3:31:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A aAlexandra foi sem dúvida uma das melhores nadadores de sempre da natação portuguesa mas tu (Pessoa) nunca foste nadador de competição do Leixões Sport Clube!

quarta-feira, fevereiro 07, 2018 8:24:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home