sábado, abril 28, 2007

Homenageado

Recentemente o meu amigo Carlos Gonçalves, que ao longo de dezasseis anos esteve à frente dos destinos da ANDS, viu o seu trabalho ser distinguido, não só pela assembleia geral da ANDS, que lhe concedeu a medalha de ouro, mas, ainda mais meritório, foi o facto de ter sido o seu mérito igualmente reconhecido pela Federação. Quem conhece a evolução da ANDS e o importantíssimo papel que o Carlos Gonçalves desempenhou em todo esse processo, até não estranhará estas justíssimas homenagens, mas, quem anda nestas andanças sabe o quão difícil é uma federação como a de natação reconhecer o mérito de um dirigente associativo.

Por essa abertura, está igualmente de parabéns Paulo Frischknecht e seus pares, por este justo reconhecimento. De facto, a ANDS passou de uma pequena e simpática associação, para uma referência nacional, assumindo, igualmente, uma enorme importância politica e estratégica no seio da natação nacional, ao ser apenas e só a terceira mais importante associação do pais, logo depois de Lisboa e Porto. E 16 anos assistimos a uma subida vertiginosa e invulgar, pelo que mais complicado se torna o trabalho do elenco actualmente em funções. Contudo, acredito que o mais difícil está feito, agora, convém reforçar a aposta na qualidade da natação praticada no distrito, pois só esse caminho poderá, no mínimo, assegurar o actual “status” que a ANDS tem no seio da modalidade.

Ainda continuando na natação, destaque para a carreira magnífica que o Jovem Pedro Oliveira do CNRM tem feito, sendo já o primeiro ribatejano com o passaporte carimbado para os JO de Pequim. Este é o melhor exemplo do excelente trabalho que vem sendo desenvolvido em Rio Maior pelo técnico Russo, Vladimir Smirnov, que está há cerca de uma década entre nós e que “pegou” em Pedro Oliveira ainda muito jovem e fez dele um nadador de eleição.

Técnicos desta qualidade são sempre bem vindos, pois o seu conhecimento e capacidades de trabalho, são algo com que os nossos treinadores muito podem aprender. A vinda de Vladimir para Portugal não foi um processo fácil, mas foi uma aposta conjunta entre o Clube, a autarquia e a ANDS. Foi uma grande aposta no homem que comandava as fortes selecções nacionais da ex-URSS, que veio enriquecer de sobremaneira a natação distrital. (Texto de Basílio Pereira, Coordenador de Desporto do Jornal Cidade de Tomar)

Etiquetas: ,

17 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Apesar das muitas contestações que sempre houve, a verdade é que importa reconhecer o trabalho e dedicação que o Carlos Gonçalves desenvolveu ao longo dos anos em prol da natação.
Criticar é fácil.
Difícil é fazer.
Parabéns Carlos

sábado, abril 28, 2007 12:03:00 da tarde  
Anonymous contazulejos said...

HiHi!!
Enganar a malta que está totalmente fora da realidade da natação com factos retirados do real contexto e deturpando ou desviando a atenção do que realmente importa é bastante mau.
Muito mau mesmo é ter um amigo jornalista que faz parecer a toda a população local que o CG é uma pessoa de respeito.
Também não entendo a atitude da FPN.

sábado, abril 28, 2007 1:58:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Acho que vou vomitar :(

sábado, abril 28, 2007 2:29:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Já vomitei, a hipócrita FPN (fric).

sábado, abril 28, 2007 5:10:00 da tarde  
Anonymous Daniel Farinha said...

contazulejos, da-nos la porque achas que esta mal omnajiado, pois eu nao sei o homem fez egostava de saber.

Obrigado desde já

sábado, abril 28, 2007 6:02:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ao contrário de muitos treinadores russos que dizem que treinaram popov e que estiveram em seleções nacionais russas e sabe-se desde já que nada disso aconteceu. Chamar treinador a uns russos que por ai andam é o mesmo que dar perolas aos porcos. Parabens ao treinador de Rio Maior e Belenenses pelos excelentes resultados e trabalho demonstrado

sábado, abril 28, 2007 9:13:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Existem por ai uns tecnicos russos cuja alcunha são: arrebenta clubes. mas o de rio maior veio provar que nem todos têm essa alcunha.. este sim, veio contribuir em muito para o desenvolvimento da nossa natação.

sábado, abril 28, 2007 9:24:00 da tarde  
Anonymous duartemendonca said...

Por amor de Deus, meus amigoszzzz...

Q decidam lamber-lhe as botas lá na terra dele, até acho relativamente normal. O provicianismo e a ingenuidade tem destas coisas.

Agora por parte da Federação é absolutamente vergonhoso.

Não é por acaso q esta FPN, quando foi confrontada c o facto e a denúncia deste senhor andar a albradar resultados desportivos depois de homologados, pediu desculpa porque estava 'obrigada' a não fazer nada (e o Sr. nem tinha votado neles, fora se tivesse...)

É a podridão q temos na nossa natação. Antes de serem eleitos, achavam-no um idiota. Agora fazem-lhe uma homenagem.

Palavras para quê?!


P.S. E não é q insistem na história do mérito relativamt ao percurso do Pedro Oliveira?! Dasse, alguém ofereça um espelho a esta malta!

domingo, abril 29, 2007 1:51:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Conta azulejos
Porquê que criticas tanto a pessoa que te deu o tacho que tens ai nas piscinas de Tomar e que te deu pão para a boca???
Se fosses um homem correcto estarias a dar-lhe o apoio que ele tanto te deu. Mas vindo de ti é natural, cospes sempre no prato onde comes....

domingo, abril 29, 2007 12:04:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Realmente a vinda de Vladimir para Portugal foi sem sombra de duvida uma mais valia a todos os niveis... enquanto que outros pseudo tecnicos Russos vieram fugidos para cá porque lá já tavam tão queimados que não tinham piscinas e clubes que os quisessem. Fizeram tantas por la durante tantos anos que se voltarem só arranjam trabalho na venda de comprimidos...

domingo, abril 29, 2007 7:41:00 da tarde  
Anonymous contazulejos said...

LOL para o comentário do anonimo das 12:04, não sei que ele é, mas sei que curte a linda tarefa de "lamber botas"!

domingo, abril 29, 2007 10:40:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

e porque se foi amigo e agora já não se é!e porque até se arranjou um tacho,tacho esse que ainda perdura!e porque se lambeu as botas e agora já não se lambe!e porque isto e porque aquilo!
tenham paciência!!!não se pode dizer o que uma pessoa sente?
se começou a lamber,tem que lamber até ao fim,comer e calar?!?

haja paciência para tanta inteligencia!!!!

segunda-feira, abril 30, 2007 9:12:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Souberam de um treinador Russo que passou por um clube de Portugal (não digo o nome por respeito a esse clube), que para treinar as partidas dos blocos utilizava duas colheres de pau enormes e batia com elas para os nadadores partirem?? pois é.. isto foi a mais pura verdade. só teve nesse clube 1 ano. Segundo ele dizia tinha feito um doutoramento cujo tema era: " analise biomecanica da colher de pau nas partidas dos blocos".. e ele falava fluentemente sobre o tema.. imaginem só.. ou seja dava tanga aos pais e aos nadadores.. parecia um cigano a vender t-shirts.. pelo que se viu era mesmo cigano.. o que interessa é que Portugal ja ta a fazer a seleção dos treinadores estrangeiros.. e Rio Maior é um exemplo de sucesso, tal como a ida de treinadores Australianos para o Canadá.. Parabens aos verdadeiros profissionais da natação e fora com os residuos que os outros paises não querem ficar..

segunda-feira, abril 30, 2007 10:04:00 da manhã  
Anonymous contazulejos said...

HIHI!!!

segunda-feira, abril 30, 2007 1:35:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Tambem ouve um que ao chegar a Coimbra transformou um nadador com varios titulos nacionais em provas de fundo em nadador de provas de 50 e 100 metros. e dizia que era a maquina que ele tinha que calculava logo se era nadador de velocidade ou de fundo... moral da história: a maquina e o treinador eram tão eficazes e eficientes que esse nadador nunca mais ganhou nada. Enfim: a isto se chama os residuos toxicos do leste em Portugal.. Penso que querem fazer em Souselas uma coinceneração... certo??? levem estes residuos para lá por favor

segunda-feira, abril 30, 2007 5:10:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Que maquina era essa???

segunda-feira, abril 30, 2007 6:11:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Pelo que me contaram tinha 3 luzes de cor diferente e piscavam consoante o atleta se pusse-se lá em cima. Pareciam as luzinhas dos carros de choque a piscar. Até hoje nunca ninguem percebeu aquela maquina. è tipo o outro das colheres de pau. Chegou a Portugal viu que a natação tinha fraca expressão e para garantir trabalho inventou aquela suposta maquina onde a mais parecida encontra-se nos talhos. è mais 1 a vender gato por lebre. o referido pseudo treinador teve aqui um atleta em Coimbra costista que quando subia para os blocos de partida mais parecia uma competição de culturismo do que de natação.. Moral da historia: dizia que percebia de tudo mas comprovou que nada percebia.

quinta-feira, maio 03, 2007 8:29:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home