quinta-feira, abril 15, 2010

Marta Marinho: “Agora? Quero ir aos Europeus”

Entrevista de Pedro Barros in Jornal A Bola de 13-04-2010
Há uma nova sereia na natação portuguesa. Chama-se Marta Marinho. Nos últimos Nacionais, realizados nas piscinas de Coimbra, bateu dois recordes nacionais - fixados há mais de 10 anos! - e levou para casa nove medalhas de campeã. Tem 19 anos, estuda Design de Comunicação e vai lutar para ir aos Europeus de Budapeste.

Estava à espera de melhorar os registos de Maria Carlos Santos, fixados há dez (50 costas) e 12 anos (100 costas)?
Sinceramente, esperava. Já tinha batido na época de Inverno, em piscina curta, o recorde dos 100 metros, e essa era novamente a meta a que me propus alcançar para os Nacionais, realizados em Coimbra. Sabia que era difícil, mas consegui e com bons tempos, muito perto dos mínimos exigidos para os Europeus.
Conta ainda alcançar marcas para obter passaporte para Budapeste (Hungria)? Quando?
Não fui convocada para o Meeting de Paris, mas espero ser chamada para alguma prova que, entretanto, surja no horizonte. Julgo que fiz para merecer uma chamada dessa natureza. Por enquanto, vou ficar à espera que a Federação Portuguesa de Natação (FPN) me transmita alguma coisa. Não estou muito preocupada, não estou obcecada, pois ainda há bastante tempo para obter esses mínimos.
É esse o grande objectivo até ao final da época?
Se até há algum tempo apenas me interessava simplesmente em bater melhores marcas nacionais, visto que os consegui melhorar tão cedo... agora sim, coloco os Europeus de Budapeste nos meus horizontes.
Vai alterar alguma coisa da sua preparação, visto que redefiniu objectivos?
Até poderá ser a mesma. Tem dado resultados... Se calhar terei de treinar ainda mais concentrada, ainda com mais afinco.
E as horas de treino? Os tempos passados na piscina e no ginásio serão aumentados?
É possível. É tudo muito recente. Os Nacionais acabaram no último domingo, depois disso ainda não estive com o meu treinador, que se deslocou a França com dois colegas do clube. Quando ele voltar é possível termos uma conversa nesse sentido, talvez fazer uma reavaliação do trabalho. Por enquanto, acho que vai continuar tudo da mesma forma. Se calhar, é capaz de haver mais alguns treinos às 6.30 horas da manhã.
Valem a pena todos os sacrifícios?
Sem dúvida, embora não os apresente como sacrifícios. Quando terminamos uma prova, olhamos para o cronómetro e vemos que alcançámos as metas a que nos propusemos... é óbvio que vale tudo a pena.
O que dizem os amigos, aqueles que não estão ligados à natação, desses sacrifícios?
Dizem que sou uma lutadora e que sou corajosa, que não sabem como consigo... Às vezes perguntam, 'Marta, tu dormes?...' Ficam admirados como tenho tempo e vontade para fazer tudo, de como consigo conciliar tão bem a faculdade e os trabalhos académicos com os treinos e manter uma vida social.
Então, como consegue conciliar as vertentes académica, desportiva e social?
Criei hábitos desde muito cedo, pois comecei a nadar muito pequenina. Para mim, já não são esforços, são hábitos, rotinas, com horários perfeitamente estabelecidos. Já sei o que tenho de fazer a determinada hora, quando tenho tempo livre..
O que se projecta no futuro da nadadora?
Sonhar é muito fácil. Esta época, pretendo alcançar mínimos para os Europeus, desejo melhorar marcas e bater o recorde dos 200 metros costas, ainda pertença da Maria Carlos Santos. Se tudo isto for concretizado, então por que não pensar nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.
E o que se prevê extra natação?...
Acabar o curso de Design Comunicação em três anos e com as melhores notas possíveis. Espero ser uma grande designer. E tirar o mestrado no estrangeiro.

«Devo valer alguma coisa...»
Nunca contactou com Maria Carlos Santos, mas pretende fazê-lo. Marta Marinho sabe apenas que a sua antecessora ficou satisfeita pelos resultados do último fim-de-semana. «Uma nadadora que chegou a fazer equipa com ela, falou-lhe e disse-me que ela estava muito contente comigo e que me endereçou os parabéns. Eu nunca nadei com a Maria Carlos Santos, pois deixou a natação em 2004, altura que era infantil. Gostava muito de a conhecer, pois deixou-me uma tarefa bem difícil», confessou a nadadora portuense, mostrando-se «muito contente» por ter batido marcas «tão importantes». «É sinal de que devo valer alguma coisa», comentou, preferindo que os seus registos fossem superados... em menos de uma década: «Era uma miragem o que perseguia. E seria um sinal óptimo para a natação portuguesa que os meus tempos fossem batidos a breve ou médio prazo.»

Etiquetas:

11 Comments:

Anonymous Anónimo said...

"bater o recorde dos 200 metros costas, ainda pertença da Maria Carlos Santos"

que eu saiba o recorde é da barros...

quinta-feira, abril 15, 2010 11:56:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

sexy

quinta-feira, abril 15, 2010 12:36:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

"bater o recorde dos 200 metros costas, ainda pertença da Maria Carlos Santos"

que eu saiba o recorde é da barros...

Foi falado no recorde da Maria Carlos Santos. A Ana Barros tem o recorde nacional mas a Maria Carlos Santos tem o seu recorde pessoal que é o que se pretende bater.

quinta-feira, abril 15, 2010 12:43:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Grande Marta.

quinta-feira, abril 15, 2010 2:13:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Bate o recorde rápidamente porque senão vai ser batido pela FILIPA PINHEIRO da E.D.VIANA......

quinta-feira, abril 15, 2010 3:46:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Alguém me pode dizer o porquê da ausência da Sara Loureiro? Espero que sejam motivos meramente pessoais, daqueles que ninguém tem nada haver, do que lesão ou assim qualquer coisa.
É uma grande nadadora e dá ainda mais brilho ao FCP e Natação Portuguesa.

quinta-feira, abril 15, 2010 3:59:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Força Marta, tu és capaz.

quinta-feira, abril 15, 2010 5:43:00 da tarde  
Anonymous PS said...

Muito bem Marta, grande entrevista. Continua com essa força. Bem Zé e bibo PORTO canudo

sexta-feira, abril 16, 2010 3:29:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Caros anónimos, Costas em Portugal passa neste momento pela Marta Marinho. O nível que ela atingiu deixa toda a concorrência de fora! Basta ver a distância que ela deu à 2ª classificada.
Com mais experiência internacional, vai dar "cartas", e não vai ser a única no FCP.

sexta-feira, abril 16, 2010 10:43:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Parabéns Marta por tudo o tens conseguido.
continua com este espirito pois pela entrevista se ve que sabes muito bem o que queres da vida.

bjs

sexta-feira, abril 16, 2010 11:46:00 da manhã  
Blogger Maria de Lurdes said...

Parabéns Marta!
É por haver jovens lutadores como tu que acredito na salvação deste nosso país!
Ouvi falar de ti este fim de semana, fui à procura e o que encontrei fez-me ficar muito orgulhosa de tão jovem 'criança'.
Para quê invejas e intrigas, isso existe em todas as áreas, pensem é que esta jovem tem 19 anos, é uma lutadora, uma vencedora e está a dar cartas a muito boa gente que só sabe criticar e ficar parada. Beijo grande e força!

quarta-feira, abril 28, 2010 12:33:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home